Newsletter Fina Arte


No mês de Agosto fomos contemplados com a escolha do convite em destaque pela empresa Fina Arte Convites. O convite foi do casamento da Patrícia e Gustavo realizado no dia 06 de agosto deste ano e organizado por nossa equipe. Parabéns pelo convite realmente ficou muito lindo!

fina-arte

Acesse o site e confira essa empresa voltada a confecção de convites:

http://www.finaarteconvites.com.br/

Prisma Eventos

A partir desse semestre nossa empresa Decoo juntou-se com a Prisma Eventos (Graciele Maccione e Paulo dos Santos) – www.prismaeventosrs.blogspot.com. Essa união busca um só objetivo: Satisfazer melhor nosso cliente. As duas empresas têm mais de 15 anos de experiência no ramo de eventos, tanto em cerimonial, organização e decoração. Então imagine no que vai dar essa junçãooo  … ou melhor nos procure e veja com seus próprios olhos.

Queremos muito profissionalismo, alegria e trabalho com amor e dedicação !!!

Estamos cediados na Rua La Plata, 467 e nossos telefones continuam os mesmos: 37377630 / 98486547 (deise) e 92532196 (graciele)

trio

100_0634

Casamento Márcia e Marcos

Marcos nasceu em 29 de Setembro de 1975, em Porto Alegre. Seus pais, Denise – de NH – e Bruno – de Horizontina – estavam construindo uma família em Porto Alegre. Alguns anos depois, o Marcos ganhou uma irmã, Michelle. Estudou nos colégios Pastor Dohms e Rosário.

A Márcia nasceu em 17 de Março de 1983, em Porto Alegre, filha de Susan e Marcos. Já existiam na face da Terra os manos Marina e André. Estudou nos colégios São João, Batista e Bom Conselho.

O Marcos em 2005 virou papai de uma linda menina chamada Nicole.

foto-31

A Márcia também teve um relacionamento sério, mas sem filhos. Virou tutora de quatro gatos e uma cachorrinha.

Os dois começavam nova vida antes de se conhecer.

A Márcia se mudou para um apartamento no Petrópolis, com toda a bicharada, e de lá tocava sua rotina como estudante de medicina solteira.

O Marcos, sócio-fundador da Pró Inclusão, voltou a estudar – já tinha cursado semestres de engenharia,administração, contabilidade, e acabara de voltar para a arquitetura.

Um dia o Marcos e a Márcia se conheceram. Nas conversas iniciais, sem grandes expectativas, descobriram um senso de humor em comum. Uma história de vida complementava a outra. Ele tinha o nome do pai dela, e ela o nome da ex dele. O avô dele tinha o nome do pai dela, que também tinha o nome do bisavô dela – todos eram Marcos. Marcos, Marcos, Marcos e Marcos. O cachorro do Marcos, Thor, tinha um nome mítico, como a cadelinha da Márcia, Atena. Gostavam dos mesmos estilos de música.

O Marcos queria convidar a Márcia para tomar um café. Ela zombou do café. A Márcia toma muito pouco café.

Mas a Márcia compensou.

Um dia, ela – que era estagiária da AMRIGS – ganhou dois ingressos para uma peça de comédia. Antes de ponderar o que poderia parecer, a Márcia ligou para o quase desconhecido Marcos e perguntou se ele queria acompanhar ela ao teatro. Ele aceitou.

Então era uma sexta-feira, 30 de Outubro de 2009.

A Márcia caprichou no visual e deixou seu apartamento virado de pernas para o ar.

O Marcos havia passado no endereço combinado algumas vezes na véspera, para ter certeza de que não iria se atrasar na hora certa.

A Márcia estava na frente do prédio quando o Marcos chegou. Ele deixou o carro estacionado ao meio-fio e veio recepcionar a Márcia.

Um detalhe, o Marcos é um homem grande. Um grande homem. Dois metros e cinco.

foto-2

Ele estava de pé, aguardando a Márcia, sobre seu salto alto, atravessar a rua em segurança. Tomou o maior dos xingões de um pequeno menino, de uns cinco anos, explicando que ele não podia estacionar no local porque “tio”, tinha placa de “proibido estacionar”.

A Márcia entrou no carro depois que o Marcos pediu desculpas ao menino com potencial a azulzinho e abriu a porta do carro. Ela achou aquilo o máximo, um homem gentil, que abre a porta do carro.

Naquela noite, na AMRIGS, um conheceu a risada e a gargalhada do outro.

O Marcos terminou de conquistar a Márcia quando colocou o Thor, que era então filhote de cruz-credo, digo, filhote de bulldog, a fazer seus truques de “senta! deita! rola! dá a patinha!”.

Consta nos autos que nem ele nem ela procuravam um grande amor. Mas como resistir, quando a companhia do outro torna-se indispensável? Passaram a passar a maior parte do tempo juntos, assim, de cara.

O Marcos é fã da Márcia, não resta dúvidas.

E a Márcia é absolutamente apaixonada pelo Marcos.

Alguns meses depois de se conhecerem, quando o Thor já participava da gangue dos bichos da Márcia, resolveram juntar os trapos.

A Márcia saiu do seu apartamento do Petrópolis e foi morar com o Marcos no Boa Vista. O gato Floyd, irmão da Pink, sofrera um terrível acidente na rua e havia falecido há algumas semanas. Mudaram-se cinco: a Márcia, as três gatinhas remanescentes e a Atena.

Aliás, cabe dizer que nasceu desse relacionamento uma outra união estável: a de Thor e Atena. Ele – bulldog campeiro – e ela – viralatinhas – são uma versão mini e canina do casal Marcos e Márcia. O Thor é grandão, mas a Atena acha que manda. O Thor proteje a Atena de qualquer coisa, e a admira incondicionalmente.

A gata Pink, já com dez anos, tornou-se a governanta da casa. Se alguém faz algo errado, lá está ela miando e solicitando reparação. Descobriu que o macho-alfa, o Marcos, é o melhor dono do mundo.

A Márcia estava perto da sua formatura quando o Marcos chegou em casa, em Dezembro de 2010, todo afoito, contando que tinha batido o carro. A Márcia estranhou, porque ele seguia feliz e exultante, contando que o carro havia sido batido. Normalmente qualquer dano no carro era um evento trágico na vida do Marcos. Mas naquela noite, algo tornara-se inadiável para ele. Caminhou pra lá, caminhou pra cá, não se aguentou e tirou do bolso uma caixinha preta, com um laço dourado. Ajoelhou-se no chão, declarou se amor, e pediu a mão de Márcia em casamento.

A Márcia não acreditava, jamais esperava uma pedido desses naquele momento e naquelas circunstâncias. Ela amava o Marcos incondicionalmente, podia ser como amigo, namorado, noivo, marido. Ainda atônita, mirou a aliança, linda, reluzente, e nela viu uma representação pura do amor que os dois viviam. A Márcia disse sim.

foto-4

E foram comemorar!

Meses depois, os noivos convidam, cheios de orgulho, todos seus melhores amigos para participar desta ocasião tão especial.

Comemore conosco!

CLIQUE AQUI PARA VER A LISTAS DE PRESENTES

CLIQUE AQUI PAR CONFIRMAR SUA PRESENÇA

Se ficar com alguma dúvida, deixe um recado aqui ou entre em contato com nossa equipe através do telefone 51.98486547 ou via e-mail deise@decooprisma.com.br